Supernatural: Resumo da Oitava Temporada.

Supernatural: Resumo da Oitava Temporada.

 

“Saving people, hunting things, the family business.”

Perdemos Bob, Cas sugou o pessoal do purgatório para adquirir mais energia e acabou se fodendo. Dean, bom, já não bastava ir para o inferno e para o céu, ele acabou terminando no purgatório. Um ano depois e o moço aparece no meio da floresta em Maine carregando um vampiro em seu braço com mil e uma perguntas. E ai foi a vez de Sam largar os negócios da família e brincar de casinha. Mas, como sabemos, isso nunca dura muito para os Winchesters.

Como a trilha sonora de Supernatural é uma das favoritas de todos, seguem as melhores músicas da temporada: Man in the Wilderness – Styx (episódio 01), Barricades – The Outdoors (episódio 04), We Gotta Get Out of This Place – The Animals (episódio 07), Ode to Joy – Ludwig van Beethoven (episódio 08), As Time Goes By – Frank Sinatra (episódio 09), Satan’s Foot on My Neck – Brett Detar (episódio 17), Walking on Sunshine – Katrina and The Waves (episódio 20).

A temporada seguiu com alguns episódios bons, outros ruins, mas, em geral, melhores que os da sétima. Embora tenha pouco para se escrever, afinal os Winchesters já caçaram Lucifer e qualquer outro tipo de criatura estranha e sobrenatural. Começou Crowley como rei do inferno já que lúcifer sumira de vez e o foco em Kevin e nas traduções das tábulas que poderiam revelar os portões do inferno (trancá-los ou abri-los?).

Pode-se dizer que a oitava temporada fora melhor que a sétima, voltando para o problema Céu x Inferno, por que Leviatãs e purgatório foi, provavelmente, a pior fase Winchester. Destaque para os episódios:

04 – “Bitten“: Bem diferente, começou com Sam e Dean entrando em uma casa destruída, com um computador e um vídeo gravado por adolescentes. O episódio quase todo é na visão da câmera dos garotos e conta o ponto de vista de um dos monstros que os irmãos estão caçando. Fora do enredo principal, mas um dos mais legais da temporada.

06 – “Southern Comfort”: Garth sendo agora um tipo de “novo Bob”. Também, nesse episódio, tivemos flashbacks de como Sam passou o último ano, sobre a sua garota e tudo, além disso, no episódio anterior, Dean ajudara seu amigo vampiro, Benny, a resolver seus negócios que não estavam finalizados.

07 – “A Little Slice of Kevin”: Castiel retornou depois de ter sido libertado com o sacrifício de alguns anjos que provam ter interesse não só nele, como nos Winchester. Kevin é reencontrado por Crowley.

11 – “LARP and the Real Girl”: Felicia Day está de volta nesse episódio. Dean se empolga com o acampamento de RPG de um jogo chamado Moondoor no qual a rainha do lugar é Charlie (Felicia Day). O problema todo é causado por um nerd que insatisfeito com sua vida, resolve ir atrás de “superpoderes”. A cena final do episódio é uma das mais engraçadas (e exageradas!) da temporada.

12 – “As time goes by“: Henry Winchester, avô de Dean e Sam, aparece do nada procurando John ( seu filho ). Descobrimos um pouco mais sobre o legado Winchester e que eles deveriam ser muito mais que caçadores, uma pena que a história durou apenas um episódio e ficou perdida.

17 – “Goodbye, Stranger” : Muitos personagens retornaram aqui, temos Castiel de volta, Crowley (que havia dado uma sumidinha como vilão) e até mesmo Meg! No episódio posterior voltamos à trama com vampiros.

19 – “Taxi Driver“: Sam vai ao purgatório salvar uma alma, nesse caso, a alma de Bob. Bob é salvo e mandado para o céu, mas Benny acaba ficando no purgatório.

20 – “Pac-man Fever”: Felicia Day (Charlie) apareceu de novo nessa temporada, dessa vez teve que ajudar Dean por que Sam estava meio molenga. Alguma coisa continua deixando o Winchester caçula bastante destruído. Nesse episódio, aparece mais da vida de Charlie,  contando que sua mãe está em coma por vários anos. E o mais lindo de tudo, o episódio termina com Charlie lendo The Hobbit para sua mãe.

22- “ClipShow”:  retornou no episódio anterior tentando enganar Naomi, Kevin conseguiu passar Crowley para trás enquanto procurava o terceiro teste para fechar os portões do inferno, mas o demônio continua na sombra dos Winchester e resolve sair matando todo mundo que eles conhecem, talvez uma das maiores pressões que os irmãos sofrem, afinal é como se nada que tivessem feito adiantasse algo. Metatron vá atrás de Castiel, ambos começam com as intenções de fechar o céu, assim como o inferno.

“As pessoas que vocês salvam é como vocês justificam suas vidas patéticas.”

23 – “ Sacrifice“: Crowley continua fazendo revertendo todo o bem que os Winchesters fizeram, Dean e Sam “desistem”, mas Kevin os ajuda com a chave deixada por Henry Winchester no episódio 12, a mesma chave que a dêmonio apareceu procurando. Castiel continua na busca para fechar os portões do céu, mas é descoberto. Então Castiel aparece dramaticamente sugerindo para que fechem o inferno e o céu de uma vez por todas. Castiel perde sua Graça, Sam começa um processo de cura de demônio em Crowley, mas Dean o impediu para que não morresse, Metatron finalizou a temporada expulsando os anjos do céu. Parece bem história para abrir uma temporada para o final de uma série, não é, mas será que Supernatural vai para além da nona? Sacrifice foi um dos melhores finales da série!

A oitava temporada realmente fora melhor do que a sétima, mas ainda falta um pouco da empolgação da série que tínhamos no começo. Ainda considero a quinta e a terceira as melhores, principalmente por causa do retorno do inferno e de tudo relacionado com os receptáculos. E para vocês? Qual foi a melhor temporada? E não se esqueçam que a nona temporada foi confirmada.

Deixe seu Comentario!

    Atualmente Temos 1 comentário Quero comentar!
  1. Moderador Piterson disse:

      5

Email (Não será publicado) (Obrigatório)