Eike é fichinha perto desse cara! Esse sim é o cara mais rico do Brasil

 

 Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil

Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil

O Homem mais rico do Brasil tem uma trajetória fantástica no mundo dos negócios. O empresário tem uma fortuna estimada em U$$ 19,1 bilhões, quase o dobro de Eike Batista, com U$$ 10,8, quem diz é o ranking de bilionários da “Bloomberg”.

Jorge é descendente de uma família suíça, o bilionário foi pentacampeão brasileiro de tênis, participando de grandes competições, como por exemplo, o torneio de Wimbledon.

Investimentos

O melhor lutador de MMA, peso por peso do mundo, Anderson Silva é um dos garotos propaganda da cerveja Budweiser. A marca pertencente da AB Imbev, um dos negócios do empresário.

Formado em uma das universidades mais prestigiadas do mundo, Harvard, que é nos Estados Unidos, o bilionário começou no mundo dos investimentos e negócios trabalhando no banco chamado Credit Suisse, depois de alguns anos, na década de 1970, fundou o próprio banco, chamado Garantia. Esse banco foi o divisor de águas no setor do país, com um modelo de gestão baseada na meritocracia, seguindo o exemplo do banco norte americano Goldman Sachs. Os melhores profissionais eram muito bem remunerados, dessa forma Lemann conseguiu atrair alguns dos mais brilhantes executivos do Brasil.

Durante a crise asiática, em 1998, o banco foi vendido e o empresário virou acionista da Gillete, marca de presto barbas, passando a conviver com o bilionário Warren Buffett. Com essa relação, lhe rendeu frutos, a dupla fechou um dos maiores negócios da história na indústria de alimentos, comprando a Heinz, por U$$ 28 milhões.

Lemann começou a diversificar os seus negócios ainda na época do seu banco. No ano de 1989 virou um dos donos da Brahma, naquela época dizia que seria a maior cervejaria do mundo. Anos depois o empresário liderou a compra da maior rival, a Antarctica, naquele momento a Ambev, que é o resultado das duas empresas, se tornava a terceira maior cervejaria do mundo. Hoje o bilionário brasileiro também é acionista da Anheuser-Busch Imbel, maior cervejaria do planeta, dona de marcas famosas como, Budweiser, Stella Artois, Brahma, Skol e Antarctica.

As Lojas americanas é um varejo brasileiro, muito grande, onde pertence à 3g Capital, empresa que o empresário é o principal acionista. Fechando parcerias com Walmart, transformando também locadoras como Blockbuster em pontos de venda.

Em 2010, comprou a segunda maior rede de fast-food dos EUA, o Burger King, por cerca de U$$ 4 bilhões.

 

Deixe seu Comentario!

Email (Não será publicado) (Obrigatório)