Cruzeiro recém inaugurado ja sai causando estrago

Cruzeiro recém inaugurado ja sai causando estrago

Cruzeiro recém inaugurado ja sai causando estrago

Cruzeiro recém inaugurado ja sai causando estrago Capitão Guo Lai, no comando do Pérola Nenhuma linha 7 em Wenzhou, Zhejiang, leste da China, também teria falhado a ter em conta o fato de que o navio £ 28 milhões – 518 pés de comprimento e 98 pés – estava sentado mais na água, porque não havia passageiros ou de carga a bordo.

Algumas testemunhas disseram que a ponte, que é construída sobre o rio Oujiang, oscilou ligeiramente após a colisão.

Yang Tao, engenheiro-chefe da empresa da ponte proprietário, disse que o departamento de segurança marítima da cidade está investigando a causa da colisão.

Para além da chaminé, o navio não sofreu grandes danos, embora ele retornou ao estaleiro para reparos.Cruzeiro recém inaugurado ja sai causando estrago

Cruzeiro Recém Inaugurado Ja Sai Causando Estrago

Deixe seu Comentario!

    Atualmente Temos 1 comentário Quero comentar!
  1. Raziya disse:

      O paquete QUEEN ELIZABETH ne3o e9 o maior do mundo mas com os seus compenhairos QUEEN MARY 2 e QUEEN VICTORIA se3o considerados dos mais famosos do mundo, olhando tambe9m a pertencerem e1 famosa Cunard Line que desde 1839 foi armadora duma enormedssima frota de navios de passageiros e de carga, dentre os quais os transatle2nticos QUEEN MARY(1), QUEEN ELIZABETH(1) e QUEEN ELIZABETH 2, todos os treas detentores da Fle2mula Azul das travessias mais re1pidas entre Southampton e Nova Iorque, companhia de bandeira Brite2nica he1 poucos anos comprada pelo grupo Anglo-americano de navios de cruzeiro Carnival Cruises, que preservou a raze3o social e cores da Cunard Line devido ao seu enorme prestigio.O malfadado TITANIC pertencia e0 White Star Line, companhia que anos mais tarde foi integrada na Cunard Steamship Co., Ltd., cujo nome de linha ficou a ser Cunard White Star Line, e mais recentemente passou a designar-se por Cunard Line, cujos agentes em Portugal eram a firma Garland, Laidley, sf3 deixando de o ser apf3s a compra pela Carnival Cruises, que passou a ser a firma James Rawes & Cia., Lisboa, e a Rawes & Cia., Porto. He1 bem poucos anos outros navios de cruzeiro da Cunard Line de menor porte escalavam Leixf5es com alguma regularidade agenciados e0 casa de navegae7e3o Garland, Laidley.Na de9cada de 80 o QUEEN ELIZABETH 2, que e0 e9poca era um dos maiores do mundo esteve para vir ao Porto, ou melhor devido e0s suas dimensf5es e calado ne3o ser permitida a entrada em Leixf5es e muito menos no Douro, fundearia junto e0 costa e os turistas viriam para o Douro ou Leixf5es nas lanchas de bordo, sf3 que as autoridades desaconselharam, nomeadamente devido a possedveis situae7f5es de nevoeiro, e o QE-2 cujo itinere1rio tinha sido programado com quatro anos de antecedeancia o que ente3o era normal, foi escalar Vigo, e a cidade do Porto perdeu a oportunidade de ver um do grandes famosos e mais re1pidos do mundo.Saudae7f5es maredtimo-entusie1sticasRui AmaroPS Ver no meu Blogue NAVIOS c9 VISTA “O ADEUS AO RMS QUEEN ELIZABETH 2 E OS CUNARDERS EM LEIXd5ES”.

Email (Não será publicado) (Obrigatório)