Conheça as piores traduções de títulos de filmes

 

Morro de curiosidade em conhecer os gênios criativos que traduzem os títulos de filmes para o português. Sim, eu disse gênios criativos, porque é exatamente isso que eles são. A quem eu estou querendo enganar? Alguns títulos de filmes quando chegam ao Brasil, são tão ruíns que podem até afastar as pessoas do cinema. Pensando nisso, o mirolito decidiu mostrar nesta matéria as inúmeras pérolas da tradução de títulos de filmes. Brincadeiras à parte, vamos aos assassinatos de títulos originais:


Título Original: “Cloud Atlas”
Tradução: “A Viagem”
 

Talvez por achar a tradução ‘Atlas das Nuvens’ pouco comercial, a distribuidora resolveu dar o infame título ‘A Viagem’, que faz em muito lembrar a novela espírita exibida pela Rede Globo em 1994. Como a temática do longa é extremamente diferente, o título não colou.
 
Título Original: “The Hangover – Part 3”
Tradução: “Se Beber, Não Case 3! Parte 3”

Dessa vez, não tem casamento. Nem despedida de solteiro. Então, nada poderia dar errado, certo? Errado! O título original deveria ser traduzido como ‘A Ressaca’, mas comercialmente ‘Se Beber, não Case!’ venderia melhor o primeiro filme. Mas não contavam que teria duas sequências, e na terceira, o título não colou.


Título Original: “Warm Bodies”
Tradução: “Meu Namorado é Um Zumbi”

Adaptação do livro ‘Sangue Quente’, de Isaac Marion, foi lançada nos cinemas nacionais com o título ‘Meu Namorado é Um Zumbi’ (Warm Bodies). Totalmente nada a ver com o título nacional, ‘Meu Namorado é Um Zumbi’ enfatiza que o título é uma comédia…

 
Título Original: “Pacific Rim”
Tradução: “Círculo de Fogo”
 

Inicialmente intitulado ‘Gigantes do Pacífico’, o longa teve seu título nacional alterado para ‘Círculo de Fogo’. Vale lembrar que já existe um filme com título idêntico, estrelado por Jude Law e Joseph Fiennes em 2010.

 
Título Original: “The Tuxedo”
Tradução: “O Terno de 2 Bilhões de Dólares”

O que seria isso? Uma homenagem ao ‘O Homem de Seis Milhões de Dólares’? O que seria, numa tradução correta, ‘O Terno’, mas é claro que eles tinham que mudar e fazer uma “Burrada”…


Título Original: “Epic Movie”
Tradução: “Deu a Louca em Hollywood”

Epic Movie significa ‘Filme Épico’… Da onde tiraram a loucura daqui? Realmente deu a louca em algo, mas temos certeza que não foi em Hollywood. Não desta vez!

 
Título Original: “Ocean’s Eleven”
Tradução: “Onze Homens e Um Segredo”
 

Nossa Senhora… Este nome parece mais um filme de terror do que de aventura. O que seria para se chamar ‘Onze Homens de Ocean’, no qual Ocean é o nome do personagem principal do filme (George Clooney), virou este grande título. Mas não podemos reclamar dos nosso tradutores, afinal, o filme chegou em portugal como ‘Ocean’s Eleven – Façam as Vossas Apostas’. Falar o que né… Tsc Tsc!

 
Título Original: “The Sound Of Music”
Tradução: “A Noviça Rebelde”
 

“The Sound Of Music” (O Som da Música) como título para esse musical é uma escolha mais do que acertada, mas no Brasil alguém teve a genial idéia de dar um adjetivo a personagem interpretada por Julie Andrews – e colocar esse adjetivo no título – “The Sound Of Music” se tornou então “A Noviça Rebelde”.

 
Título Original: “Hoodwinked”
Tradução: “Deu a Louca na Chapeuzinho”

Policiais do reino animal recebem denúncias de uma confusão na floresta. A bagunça envolve nada menos do que a Chapeuzinho Vermelho, o Lobo-Mau e a Vovozinha. As denúncias vão desde invasão de domicílio, até perturbação do sossego. Quem estará contando a verdade? E quem roubou as receitas de doces? A pobre Chapeuzinho é mais mais normal de todos e ela nem chega a babar, então porque resolveram ‘Dar a Louca nela’?

 
Título Original: “Moulin Rouge”
Tradução: “Moulin Rouge – Amor Em Vermelho”
 

Quem se saiu com essa história de Amor em Vermelho merecia um prêmio por tamanha originalidade. Uma vez que era completamente descabido (não que o fato de alguma coisa ser descabida seja impedimento para os nossos criativos tradutores) traduzir “Moulin Rouge” como Moinho Vermelho (o significado é esse) tiveram os tradutores a grande ideia de “enfiar” o vermelho do título original no subtítulo e chegamos assim a obra prima “Amor em Vermelho”, afinal de contas o vermelho sozinho não bastava e já que o filme conta uma história de amor, nada mais certo do que “Moulin Rouge – Amor em Vermelho”.

 
Nossa matéria chegou ao fim. Espero que vocês tenham gostado! Pois é, tem gente que realmente não se satisfaz em simplesmente traduzir literalmente o título de um filme. Me surpreende o fato de que “Titanic” não tenha sido traduzido para o Brasil como “O Barco que Afunda”! Um abraço a todos, e até a próxima pessoal.

 

Deixe seu Comentario!

Email (Não será publicado) (Obrigatório)