Como são feitas as garrafas PET?

Todos os dias abrimos garrafas PET de refrigerantes, sucos e águas porém, você já parou para pensar em como são feitas as garrafas PET? Vem comigo, eu explico!

Vamos começar do começo. O popular PET é também conhecido como Pilietileno Tereftalato e foi desenvolvido pela primeira vez por dois químicos britânico chamados Whinfield e Dickson em 1941. Ele é formado pela reação entre o etileno glicol e ácido tereftálico e é usando para fibras de tecelagem e também embalagens de bebida, nossas queridas garrafas PET.

Diferentes tipos de Pré-formas

A transformação da resina PET em todos esses vasilhames são fabricados através de 7 etapas, porém apenas as 3 últimas realmente os definem como garrafas PET. São elas: Secagem; Alimentação; Plastificação; Injeção; Condicionamento; Sopro; Ejeção do Produto. Vamos então falar sobre as últimas 3.

Condicionamento: É aqui que a pré-forma é tratada de forma térmica onde são aquecidas as partes mais necessárias conforme o desenho das embalagens. Para isso, usa-se o sopro e pode ser realizado de duas formas. Ou é feito em um estágio e é chamado de ciclo quente ou em dois estágios chamados de ciclo frio. Também é possível variar a produção em formas mais variadas, porém a produtividade acaba sendo afetada.

Sopro: Então, após o condicionamento a pré-forma é colocada por robôs dentro do molde que desenvolve a forma final do produto. Neste momento um pino entra através do gargalo da pré-forma para estica-lo, neste momento também começa o sopro de ar comprimido no seu interior. Assim, o corpo da pré-forma é inflado e, com o auxilio, do maquinário, mantém o formato padrão que deveria ter.

Fonte:tricurioso

Deixe seu Comentario!

Email (Não será publicado) (Obrigatório)