Mulher morre, dá à luz e é ressuscitada nos EUA

 

A história da professora norte-americana Erica Nigrelli, de 32 anos, e sua filha recém-nascida, Elayna, parece milagre. A mulher estava grávida quando passou mal na escola onde trabalhava e seu coração parou de funcionar. Mesmo dada como morta, ela conseguiu passar por uma cesariana, deu à luz o bebê e foi ressuscitada. O caso aconteceu em fevereiro deste ano, na cidade de Missouri, no Texas, e veio a público nesta sexta-feira. As informações são da rede CNN.

Erica Nigrelli estava no trabalho, quando se sentiu mal e foi até a sala de um colega pedir ajuda. A gestante se sentiu muito fraca, desmaiou e, em seguida, sofreu uma convulsão. Crianças que estava na sala correram para fora, gritando por socorro. Imediatamente, o marido de Erica, Nathan, que também é professor na instituição, e outros três professores chegaram para socorrê-la. Eles usaram um desfibrilador e tentaram ajudá-la.

“Erica estava deitada no chão, espumando, fazendo sons com a boca, apenas olhando para cima”, disse o marido à CNN.

Quando os paramédicos chegaram até o local, não encontraram o batimento cardíaco dela. O coração havia parado. Ela foi levada para o hospital mais próximo, onde passou por uma cesariana de emergência. Tecnicamente, era um parto pós-morte, porque o coração de Erica não estava batendo. Mas, subitamente, o órgão da paciente começou a funcionar novamente.

Durante os cinco dias seguintes, ela permaneceu em coma induzido. Os médicos diagnosticaram que Erica sofre com um problema cardíaco, que ela não sabia que tinha: a cardiomiopatia hipertrófica. A doença leva ao aumento do músculo cardíaco. O espessamento pode tornar mais difícil para o sangue sair do coração, forçando-o a trabalhar mais para bombear o sangue.

A bebê Elayna ficou na unidade de terapia intensiva da unidade por duas semanas e agora passa bem. Ela pesa 8 quilos e é saudável. Erica só viu a filha três semanas depois do parto.

 

Conheça as piores traduções de títulos de filmes

 

Morro de curiosidade em conhecer os gênios criativos que traduzem os títulos de filmes para o português. Sim, eu disse gênios criativos, porque é exatamente isso que eles são. A quem eu estou querendo enganar? Alguns títulos de filmes quando chegam ao Brasil, são tão ruíns que podem até afastar as pessoas do cinema. Pensando nisso, o mirolito decidiu mostrar nesta matéria as inúmeras pérolas da tradução de títulos de filmes. Brincadeiras à parte, vamos aos assassinatos de títulos originais:


Título Original: “Cloud Atlas”
Tradução: “A Viagem”
 

Talvez por achar a tradução ‘Atlas das Nuvens’ pouco comercial, a distribuidora resolveu dar o infame título ‘A Viagem’, que faz em muito lembrar a novela espírita exibida pela Rede Globo em 1994. Como a temática do longa é extremamente diferente, o título não colou.
 
Título Original: “The Hangover – Part 3”
Tradução: “Se Beber, Não Case 3! Parte 3”

Dessa vez, não tem casamento. Nem despedida de solteiro. Então, nada poderia dar errado, certo? Errado! O título original deveria ser traduzido como ‘A Ressaca’, mas comercialmente ‘Se Beber, não Case!’ venderia melhor o primeiro filme. Mas não contavam que teria duas sequências, e na terceira, o título não colou.


Título Original: “Warm Bodies”
Tradução: “Meu Namorado é Um Zumbi”

Adaptação do livro ‘Sangue Quente’, de Isaac Marion, foi lançada nos cinemas nacionais com o título ‘Meu Namorado é Um Zumbi’ (Warm Bodies). Totalmente nada a ver com o título nacional, ‘Meu Namorado é Um Zumbi’ enfatiza que o título é uma comédia…

 
Título Original: “Pacific Rim”
Tradução: “Círculo de Fogo”
 

Inicialmente intitulado ‘Gigantes do Pacífico’, o longa teve seu título nacional alterado para ‘Círculo de Fogo’. Vale lembrar que já existe um filme com título idêntico, estrelado por Jude Law e Joseph Fiennes em 2010.

 
Título Original: “The Tuxedo”
Tradução: “O Terno de 2 Bilhões de Dólares”

O que seria isso? Uma homenagem ao ‘O Homem de Seis Milhões de Dólares’? O que seria, numa tradução correta, ‘O Terno’, mas é claro que eles tinham que mudar e fazer uma “Burrada”…


Título Original: “Epic Movie”
Tradução: “Deu a Louca em Hollywood”

Epic Movie significa ‘Filme Épico’… Da onde tiraram a loucura daqui? Realmente deu a louca em algo, mas temos certeza que não foi em Hollywood. Não desta vez!

 
Título Original: “Ocean’s Eleven”
Tradução: “Onze Homens e Um Segredo”
 

Nossa Senhora… Este nome parece mais um filme de terror do que de aventura. O que seria para se chamar ‘Onze Homens de Ocean’, no qual Ocean é o nome do personagem principal do filme (George Clooney), virou este grande título. Mas não podemos reclamar dos nosso tradutores, afinal, o filme chegou em portugal como ‘Ocean’s Eleven – Façam as Vossas Apostas’. Falar o que né… Tsc Tsc!

 
Título Original: “The Sound Of Music”
Tradução: “A Noviça Rebelde”
 

“The Sound Of Music” (O Som da Música) como título para esse musical é uma escolha mais do que acertada, mas no Brasil alguém teve a genial idéia de dar um adjetivo a personagem interpretada por Julie Andrews – e colocar esse adjetivo no título – “The Sound Of Music” se tornou então “A Noviça Rebelde”.

 
Título Original: “Hoodwinked”
Tradução: “Deu a Louca na Chapeuzinho”

Policiais do reino animal recebem denúncias de uma confusão na floresta. A bagunça envolve nada menos do que a Chapeuzinho Vermelho, o Lobo-Mau e a Vovozinha. As denúncias vão desde invasão de domicílio, até perturbação do sossego. Quem estará contando a verdade? E quem roubou as receitas de doces? A pobre Chapeuzinho é mais mais normal de todos e ela nem chega a babar, então porque resolveram ‘Dar a Louca nela’?

 
Título Original: “Moulin Rouge”
Tradução: “Moulin Rouge – Amor Em Vermelho”
 

Quem se saiu com essa história de Amor em Vermelho merecia um prêmio por tamanha originalidade. Uma vez que era completamente descabido (não que o fato de alguma coisa ser descabida seja impedimento para os nossos criativos tradutores) traduzir “Moulin Rouge” como Moinho Vermelho (o significado é esse) tiveram os tradutores a grande ideia de “enfiar” o vermelho do título original no subtítulo e chegamos assim a obra prima “Amor em Vermelho”, afinal de contas o vermelho sozinho não bastava e já que o filme conta uma história de amor, nada mais certo do que “Moulin Rouge – Amor em Vermelho”.

 
Nossa matéria chegou ao fim. Espero que vocês tenham gostado! Pois é, tem gente que realmente não se satisfaz em simplesmente traduzir literalmente o título de um filme. Me surpreende o fato de que “Titanic” não tenha sido traduzido para o Brasil como “O Barco que Afunda”! Um abraço a todos, e até a próxima pessoal.

 

Conheça as ações do novo Plano Nacional de Combate à Pirataria

 

Conheça as ações do novo Plano Nacional de Combate à Pirataria

O Brasil está disposto a diminuir o índice interno de pirataria, ao menos até 2016 e nas cidades que receberão eventos esportivos internacionais, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. Nesses municípios será aplicado o 3° Plano Nacional de Combate à Pirataria (3° PNCP), um conjunto de ações para diminuir o número de produtos falsificados circulando no país.

O projeto, publicado nesta segunda-feira (27) no Diário Oficial da União, confirma a aposta do governo na regionalização das campanhas antipiratarias: o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) focará nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 e o Programa Cidade Livre da Pirataria, que existe desde 2009, será melhorado. Por conta disso, caberá às prefeituras a criação de novas ações de prevenção e repressão de produtos piratas.

Estratégia de convencimento

Outra ideia é iniciar a produção de um “mapa da pirataria”, para ajudar a polícia a identificar os maiores focos de comércio e produção de produtos falsificados de todos os tipos. Um observatório com dados e pesquisas sobre o tema, concursos culturais e acadêmicos que discutam propriedade intelectual e políticas de conscientização do consumidor também devem ser aplicadas.

O objetivo é aumentar também a meta de apreensão: só em equipamentos de informática, em 2012 foram recolhidos 81,6 mil produtos piratas pela Polícia Rodoviária Federal.

5 frases femininas que irritam os homens

images1 5 frases femininas que irritam os homens

Aparentemente, as mulheres não são as únicas a se irritarem com as frases ditas pelo sexo oposto
Responda rápido: existe alguma frase tipicamente masculina que te deixa para lá de irritada com seu parceiro? Se você, como muitas mulheres, disse que sim, é porque sabe que determinadas manias do sexo oposto nunca poderão ser completamente entendidas por nós. Agora inverta a situação: você acha que alguma frase que você usa com frequência tem o poder de tirar seu companheiro do sério? Não? Então dê uma olhada nas frases femininas que mais irritam os homens, de acordo com nossos entrevistados.

1 – “Estou quase pronta, só falta a maquiagem”
Essa frase possui algumas variações, como “só falta escolher o sapato”, “só falta colocar os brincos” ou “só falta passar o vestido”. Rafael, 23 anos, assume ficar muito irritado quando sua namorada usa uma delas, porque sabe que, na verdade, ela não está quase pronta, está apenas começando a se arrumar. Ele também afirma que seria menos irritante se ela simplesmente admitisse que está atrasada, ao invés de dar “falsos relatórios”.

2 – “Precisamos conversar, não acha?”
Acredite, ele não acha. Discutir a relação é um hábito, em geral, defendido pelas mulheres e odiado pelos homens. Para nós, é importante falar sobre um problema ou desentendimento e resolver as coisas de uma vez por todas mas, para eles, essa pergunta desencadeia uma longa conversa desnecessária, que poderia ser substituída por um porre juntos ou por uma noite de amor, para fazer as pazes. É o que afirma Matheus, de 25 anos.

3 – “Nada”
Quase toda mulher já usou essa. Trata-se de uma saída (mentirosa) pela tangente, para não ter que admitir que algo está terrivelmente errado. Seu parceiro te pergunta: “o que aconteceu?” – e você, sem pensar duas vezes, responde: “nada”. Pronto. Não é necessário nada mais para que ele saia do sério. Isso porque você responde imaginando que o motivo que te deixou magoada ou nervosa é tão óbvio que ele deveria, obrigatoriamente, saber o que é. Mas, na maioria das vezes, ele está perguntando porque, realmente, não sabe o que houve, diz Afonso, 20 anos.

4 – “Você não acha que eu estou gorda?”
Meninas, parem de torturar seus parceiros. Quando uma mulher faz essa pergunta, muitas vezes ela quer apenas ouvir um elogio. Acontece que homens são práticos – e sinceros -, e há uma grande chance de que o rapaz te responda o que realmente pensa a respeito do seu peso. Portanto, se você não está disposta a encarar a opinião do seu amado sobre aquela barriguinha que tanto te irrita, não faça essa pergunta, apela Rafael.

5 – “Faça o que você quiser”
Outro método de tortura amplamente utilizado por nós, essa afirmação quase generosa na verdade esconde perigos incalculáveis para os homens. Eles sabem, ao ouvir isso, que não devem fazer o que querem, de fato, ou sua integridade poderá estar seriamente comprometida. Essa pressão psicológica já está manjada e poderia ser saudavelmente evitada, caso você se dispusesse a realmente dividir com seu parceiro sua opinião sobre as atitudes dele. “Explique o que te incomoda e o porquê”, diz Matheus, “ao invés de simplesmente jogar sobre nós a responsabilidade sobre algo que, fatalmente, vai te magoar”.

Mulher exerga 99 milhões de cores a mais que você

 

Normalmente, um ser humano enxerga um milhão de cores distintas, o que já é algo incrível. Mas pela primeira vez, cientistas descobriram que uma mulher é capaz de enxergar nada menos que 100 milhões de cores.

Cores

Enxergamos as cores devido à 3 células da retina denominadas cones, onde cada uma é excitada por um comprimento de onda diferente. Quando estamos com os olhos abertos,  sinais luminosos chegam a esses cones, que por sua vez os transformam em sinais eletroquímicos que são enviados ao cérebro, que interpreta os sinais e produz uma sensação: a cor.

Cada cone pode identificar 100 tons, então o número de combinações entre os cones é de 100³ (1 milhão de cores). A maioria dos mamíferos possui somente dois cones, e portanto podem identificar muito menos cores. No entanto, alguns pássaros e insetos possuem uma visão superior à nossa.

Há tempos que alguns pesquisadores suspeitam que existem algumas pessoas com quatro cones diferentes, o que lhes dariam um incrível poder de visão, capaz de distinguir 100 milhões de cores diferentes.

Por 20 anos, a equipe de Gabriele Jordan, neurocientista da Universidade de Newcastle, Reino Unido, tem procurado por pessoas com “super-visão”. E recentemente a equipe encontrou a primeira tetracromata, conhecida como “cDa29″ pelos cientistas.

A ideia da existência de tetracromatas veio quando os pesquisadores descobriram que os daltônicos tinham dois cones normais e um mutante. Desse modo, a mãe do daltônico e as filhas tinham três cones normais e um mutante, isto é, quatro cones.

Elas podem apresentar o tetracromatismo ou serem apenas portadoras do gene. Jordan testou 25 mulheres que possuíam um quarto gene, e somente uma passou em todos os testes que a qualificam como sendo a primeira tetracromata conhecida do mundo.

No entanto, o nosso mundo talvez não tenha tons de cores suficientes para que os tetracromata utilizem toda a sua capacidade de visão. Obviamente, é impossível saber como um tetracromata vê o mundo, da mesma forma que é impossível descrever o vermelho para uma pessoa dicromata.

Descubra se você é tetracromata!

Observe a figura abaixo. Você consegue ver letras nos centros desses círculos? Então você é um tetracromata!

Tetracromatismo

 

CRIATURA ESTRANHA É ENCONTRADA NO MEXICO

Trata-se de uma criatura estranha encontrada por um fazendeiro mexicano com menos de 30 cm de altura, presa em uma ratoeira. A propriedade fica em Metepec, subúrbio de Toluca (México). Não há natureza selvagem nas proximidades tornando o achado ainda mais estranho, muito estranho. A criatura estava viva, assustada, gritava muito e foi levada para o rancho.
O fato estranho desta história é que após 3 dias eles decidiram matar o bicho e preservá-lo. Submergiram-no em água por alguns minutos, mas ele não morreu, tentaram de novo por vários minutos, mas ele ainda continuava vivo, então deixaram-no submersa por várias horas, finalmente morreu.
Sua habilidade em resistir ao afogamento levantou suspeitas de que fosse anfíbio. A região onde foi encontrada a criatura, faz fronteira com o estado do Novo México, onde se encontra a DUMB (Deep Underground Military Base) de Dulce.
Local onde, segundo alguns “abduzidos” ocorrem , mutilações, e as horrendas e inimagináveis “experiências genéticas” praticadas sem o menor respeito à vida e à dignidade dos seres viventes. Teorias “conspiranóicas” dão conta que no local, homens e mulheres são usados como cobaias para toda sorte de experimentos.
As muheres são inseminadas com embriões híbridos e retirados, em média, 6 meses depois. São seres disformes e de tipologias diversas, resultantes do cruzamento de material genético de seres humanos com anfíbios, reptéis e outras espécies.
Nesse meio-tempo Marao Lopez morreu misteriosamente. Ele foi achado carbonizado dentro de um carro queimado. A temperatura do fogo supostamente foi bem mais elevada do que a de um incêndio normal em acidente de carro. Jaime diz que “ele foi assassinado”, mas não sabe se a  está relacionada ou não à criatura.
Enquanto Jaime acertava os testes, a viúva de Lopez manteve o corpo em sua posse até o fim de 2008. Então ela o cedeu a Jaime para exames aprofundados. Jaime diz que “isso é muito sério”, e têm sido bastante paciente e cuidadoso em revelar informações sobre a criatura, construíndo uma sólida base de dados científicos antes de apresentar a criatura ao mundo.

Tentando gravar fantasmas na cozinha, homem flagra filho beijando madrasta

Reprodução/MirrorO australiano conseguiu o filme de terror que tanto queria

Talvez inspirado pelo filme “Atividade Paranormal”, um morador da Tasmânia, na Austrália, instalou uma câmera escondida em sua cozinha com o objetivo de registrar a presença de fantasmas. No entanto, ao verificar o vídeo, o que arrepiou os cabelos do homem não identificado foi descobrir que sua namorada, de 28 anos, estava o traindo com o próprio filho do infeliz “cineasta”. Todos os nomes foram omitidos por segredo de Justiça.

Segundo o “The Mirror”, a moça aparece beijando e abraçando o garoto de apenas 16 anos, fruto de um casamento anterior do australiano. Ao ser confrontada, a namorada disse que tudo não passava de um abraço inocente, no entanto o adolescente confessou que havia feito sexo três vezes com a mulher – que está com o pai há 11 anos – nos dias anteriores ao flagra.

Presa por se relacionar com um menor de idade, a jovem alegou estar “envergonhada” e disse achar que a idade legal para sexo consensual era 16 anos, quando na verdade é 17. A acusada se considerou culpada diante da Suprema Corte do país na última segunda-feira, dia 20. Se queria um vídeo verdadeiramente assustador, o australiano conseguiu.

A Misteriosa Cidade Perdida de Nan Madol

A Misteriosa Cidade Perdida de Nan Madol

A Misteriosa Cidade Perdida de Nan Madol

Nan Madol é o nome dado ao misterioso complexo arqueológico megalítico localizado à uma curta distância da ilha de Pohnpei, parte da atual Micronésia. Descoberto por desbravadores europeus no início de 1800, ficou conhecida com a Veneza do Pacífico.

A cidade cobre uma área superior a 80 hectares e é composto por mais de cem ilhotas artificiais construídas sobre corais e interligadas através de uma rede de hidrovias construídas por seus habitantes, até hoje desconhecidos.

Nan Madol significa 'o espaço entre elas', referindo-se as ilhotas interconectadas por uma ampla rede de canais.

Diversos motivos tornam este complexo de ilhas artificiais um dos maiores mistérios arqueológicos do nosso planeta.

As ruínas de Nan Madol mostram resquícios de uma arquitetura megalítica sem precedentes. Foi construído utilizando gigantescos blocos de basalto, alguns pesando mais de 50 toneladas e alcançando a marca de 10 metros de altura.

Estudiosos estimam que Nan Madol possua cerca de 250 milhões de toneladas de rocha, porém a fonte de origem dessa enorme quantidade de basalto ainda é desconhecida. Como elas foram transportadas até as ilhotas sobre os corais?

Arqueólogos desconhecem o local de origem das rochas.

Grandes paredões de rocha   protegia a cidade das ondas do Pacífico.

Após a Primeira Guerra Mundial, o complexo de Nan Madol foi dominado pelos Japoneses. Eles realizaram um extensivo estudo das ruínas e de uma boa porção da  região submersa mais próxima. Infelizmente, esse estudo foi perdido durante a Segunda Guerra.

Mergulhadores movidos pelo espírito de aventura, outros em busca de tesouros, regressam de mergulhos em volta de Nan Madol maravilhados com a quantidade de construções perdidas no fundo do oceano. Ainda mais surpreendente foi a descoberta de que as ilhotas mais importantes eram conectadas por meio de túneis subaquático.

Na mitologia do povo nativo da região é contada uma história sobre a construção de Nan Madol por sacerdotes que magicamente transportavam as pesadas rochas através do ar e as organizavam nas pequenas ilhas.

Os nativos praticamente não visitam Nan Madol, pois existe uma antiga lenda que afirma que a morte é certa para aquele que passar uma noite na cidade.

Algumas teorias alegam que Nan Madol é uma pequena parte remanescente do lendário continente perdido de Mu que teria abrigado uma civilização conhecida como Lemúria… Mas, isso é assunto para outro post.

Hoje em dia as ilhotas estão em sua maioria cobertas por uma floresta densa e os canais invadidos pelo manguezal.

Hoje em dia as ilhotas estão em sua maioria cobertas por uma floresta densa e os canais foram invadidos pelo manguezal.

nan-madol-2

nan-madol-submersa

Uma das inúmeras hidrovias ligando as ilhotas em Nan Madol.

Uma das inúmeras hidrovias ligando as ilhotas em Nan Madol.

nan-madol