10 empresas de games que decretaram falência!

 

Vi no site Geekasiam e achei muito interessante então to colocando aqui.

Por trás desse universo incrível que nos enche de sonhos, boas lembranças e momentos maravilhosos há empresas que como quaisquer outras miram o dinheiro, os lucros, o reconhecimento e dependem dessas coisas para sobreviver, mas nem sempre sobrevivem.
Algumas fecham de vez. Outras fecham, mas passam seu lagado para outras empresas. Outras são absorvidas por empresas maiores. Confira a seguir, por ordem de duração, 10 empresas que deixaram sua marca em muitos jogadores, mas se foram.

 Clover Studio (2004-2007)

Games populares: Okami / Viewtiful Joe

O que houve: Muitos se perguntam porque, parece mentira, como alguém que morreu cedo demais e ainda tinha muito pra dar! Pois é, a Clover era promissora, mas não deu. O estúdio foi criado para se dedicar à sequencia da série Viewtiful Joe e a criar novas franquias para a Capcom, o que foi feito, mais dois jogos do Joe foram lançados e o aclamado, amado e lindo Okami saiu.

Porém, apesar do sucesso enorme Okami não vendeu o que a Capcom esperava (Pirataria? Capcom querendo demais? Os números só não foram bons? Eis a questão) e o estúdio ficou na corda bamba. Sua sequencia God Hand vendeu menos ainda, sem poder andar lado a lado com as principais franquias da chefona e sentindo a pressão, a Clover se foi.

A Capcom queria absorver o estúdio para si novamente, mas seus membros se recusaram e saíram, o estúdio então foi definitivamente fechado em 2007, mas não fique triste! Os talentos da Clover ainda estão aí na ativa, alguns deles por exemplo foram para a Platinum Games que desenvolveu grandes títulos como Bayonetta, Vanquish e Metal Gear Rising: Revengeance.

Paragon Studios (2007-2012)

Games populares: City of Heroes / City of Villains
O que houve: A Paragons Studios era uma subsidiária da NCSOFT, uma empresa de games Sul-Coreana com foco em MMO. Eles resolveram fechar a Paragon que era responsável pelo City of Heroes e pela expansão City of Villains mesmo contra o os fãs, que fizeram campanhas on-line para impedir o corrido, incluindo um abaixo-assinado que contou com 21.000 assinaturas.
O jogo teve sucesso relevante, a ponto de influenciar um jogo da própria DC Comics, o DC Universe Online. O motivo do fechamento foi para um realinhamento do foco da empresa. A NCSOFT escreveu um comunicado e agradeceu muito aos fãs pelo suporte e parceria durante a vida do jogo. Confira aqui. 

Team Bondi (2003-2011)

Games populares: LA Noire
O que houve: Estúdios que fazem grandes jogos tem tudo pra dar certo e o estúdio Team Bondi era um deles, afinal, eles fizeram LA Noire, o jogo que mexeu não só com os players graças aos seus casos intrigantes e envolventes como também com outros desenvolvedores graças à inovadora tecnologia de captura facial.
Porém nem tudo eram louros, o estúdio não se dava muito bem com a Rockstar, suas cobranças e prazos cansativos, além do que, denuncias de más condições de trabalho feitas por ex-funcionários causaram certa polêmica e o estúdio então, sem conseguir assegurar um novo projeto, teve de fechar.

Sega Studios San Francisco (Secret Level) (1999-2010)

Jogos populares: Golden Axe: Beast Rider / Iron Man
O que houve: O futuro do clássico Golden Axe, que participou da infância de muitas pessoas nos anos 90, é incerta. Isso porque a Secret Level, estúdio da Sega em São Francisco foi fechada. Eles que fizeram Golden Axe: Beast Rider, o primeiro jogo 3D da série.
O estúdio também fez os jogos dos filmes do Homem de Ferro 1 e 2, adaptaram alguns jogos de uma plataforma para outra e criaram títulos originais como Magic: The Gathering – Battlegrounds.
A Sega sabia que tinha um estúdio muito competente em mãos, mas segundo ela mesma, assim como no time de Londres, não havia um novo trabalho para dar segmento e o estúdio teve que ser fechado
.
Rockstar Vancouver (antes Barking Dog)

Jogos populares: Max Payne 3
O que houve: O que a Rockstar Vancouver fez de mal para ser fechada? Na realidade nada, ela fez um excelente game, isso sim! Max Payne 3 (Eles tambem fizeram Bully para PS2, que saiu posteriormente para Wii, PC e 360) apesar dos atrasos foi um sucesso de crítica.
Bom, a Rockstar fechou a filial de Vancouver, pois queria se concentrar na Rockstar Toronto no Canadá (que foi para um local maior em Oakville, Ontario), já que essa não havia feito uma franquia central desde Warriors, em 2005.
Mas o trabalho deles não foi em vão, a Rockstar sabia da equipe competente que tinha em mãos e ao fechar o estúdio de Vancouver ofereceu aos 35 funcionários despachados empregos em Oakville.

Zipper Interactive (1995-2012)

Jogos populares: SOCOM
O que houve: Os shooter perderam um grande filho: SOCOM
A Zipper Interactive foi fundada em 1995 e desde 2006 pertencia à Sony Computer Entertainment Worldwide Studios (SCE WWS) e bom… foi fechada.
Isso porque de acordo com um representante da Sony a Zipper terminou todos os seus projetos e esse fechamento faz parte de um ciclo da Sony em busca de realinhamento e novos recursos. A empresa tinha aproximadamente 80 funcionários.

Midway (1988-2009)

Jogos populares: Mortal Kombat / NBA Jam / Rampage
O que houve: “Quem te viu, quem te vê” – Infelizmente a frase se encaixa como uma luva analisando o início da empresa e o final, a pergunta é inevitável: O que houve no meio do caminho? A realidade é que o motivo foi o mais simples possível, vendas ruins.
A empresa fez um “boom” até metade dos anos 90 e então começou a murchar e murchar feito um balão de festa pendurado na parede e esquecido com os anos. Sem vendas vem dívidas e crises.
Em 2009 a empresa entrou com pedido de falência e a Warner comprou alguns de seus direitos (incluindo Mortal Kombat), estava criada a NetherRealm Studios que substituiria a WB Games Chicago e a Midway, tendo à sua frente como diretor criativo Ed Boon, um dos criadores de MK, o primeiro jogo da empresa foi Mortal Kombat (normalmente chamado pelos fãs de MK9).
Em 2013 a Midway entrou em um tipo de processo de proteção legal americano que garante que a empresa possa funcionar no processo de falência, esse recurso pretende dar às empresas a oportunidade de se reorganizar ou de liquidar seus negócios, aparentemente a Midway quer a segunda opção. Podemos considerar então que a Midway não foi pra debaixo da terra, mas teve morte cerebral e respira com a ajuda de aparelhos.

THQ (1989 (comoTrinity Acquisition Corporation) – 2013)

Jogos populares: Darksiders / UFC Undisputed 3 / Saints Row e muitos outros 
O que houve: Uma gigante que caiu, a THQ (Toy Head-Quarters) tinha muitos títulos conhecidos e é mais uma empresa que surpreendeu ao ser tombada. Além de suas franquias, possuía jogos licensiados de outros canais de entretenimento como a Nickelodeon, Disney e WWE.
Em seu domínio estavam também diversos estúdios espalhados pelos EUA, Europa e Ásia. Podemos considerar o início de sua queda em 2011 com o lançamento de Homefront, que nao teve a recepção esperada começando a trazer prejuízos enormes para a empresa, o que resultou no fechamento do Kaos Studios, que desenvolveu o jogo. Posteriormente as franquias Red Faction e MX vs ATV também foram abandonadas pela empresa acompanhadas do fechamento de seus estúdios.
A THQ decidiu também que pararia de lançar jogos licensiados de outras marcas para se concentrar na criação de franquias originais. Em 2012 os prejuízos foram muitos maiores do que os esperados e aí começou a melar tudo, de reunião com acionistas à venda de algumas franquias a empresa não via nada além do chão em um vôo rasante solo abaixo. 

LucasArts (1982-2013)

Jogos populares: Jogos Star Wars / Franquia Monkey Island / Full Trhottle
O que houve: Mais um caso de compra e absorção. A The Walt Disney Company (que parece querer dominar o mundo do entretenimento tendo comprado a Pixar em 2006 e a Marvel Entertainment em 2009) comprou a Lucasfilms, que vinha com a LucasArts no pacote em 2012 (reparem, uma aquisisação em animação, uma em quadrinhos e uma em cinema e games).
Tudo parecia bem e a LucasArts estava inclusive em fase avançada de desenvolvimento de dois jogos (Star Wars 1313 e First Assault) e com outros em projeto, incluindo um jogo com serviço online que eles diziam que revolucionaria a indústria. Mas aí para minimizar riscos (sejam eles quais fossem) a Disney simplesmente resolveu fechar a LucarArts, mais de 100 empregados perderam o emprego, alguns projetos foram cancelados e outros foram pegos para serem desenvolvidos pela Disney interactive Studios.
Bom, espero que pelo menos em um futuro Kingdom Hearts tenha um planeta dos Adventure Games da LucasArts (Monkey Island, Full Throtle, etc) pra compensar.

Hudson (1973-2012)

Jogos populares: Bomberman
O que houve: O apuros começou quando em 1997 o Hokkaido Takushoku Bank (Banco de Exploração de Hokkaido) faliu. Esse era o principal banco da empresa e agora ela precisava de um novo jeito de se financiar, sendo assim, em 2001 entrou para a Bolsa de Valores de Osaka podendo ter diversos investidores. E é aí que entra a Konami.
As duas empresas tem um bom relacionamento desde os anos 80, quando a Konami fazia jogos para o PC Engine (TurboGrafx-16 no ocidente), console da Hudson, que por sua vez adaptou Pooyan – um jogo de arcade da Konami de 1985 – para o Family Computer (NES no ocidente, Nintendinho no Brasil).
A Konami comprou a maioria das ações e se tornou sócia majoritária da Hudson, com o passar dos anos foi tomando mais e mais, até que em 2012 a Hudson deixou de existir, sendo absorvida pela Konami. Sim, isso mesmo, não foi exatamente falência, mas uma absorção. A Hudson não existe mais, mas tudo que pertencia a ela agora é parte da Konami.

 

1 pensamento em “10 empresas de games que decretaram falência!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *